quarta-feira, 24 de outubro de 2012




O TEMPO

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. 
Quando se vê, já são seis horas!
 
Quando se vê, já é sexta-feira!
 
Quando se vê, já é natal...
 
Quando se vê, já terminou o ano...
 
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
 
Quando se vê passaram 50 anos!
 
Agora é tarde demais para ser reprovado...
 
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
 
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
 
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
 
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
 
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
 
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

De : Mário Quintanilha

5 comentários:

Maria disse...

Gostei bastante.
Bom, para reflectir.

bjs Arco

Pérola disse...

O tempo é impiedoso, implacável. Não espera, não se atrasa.
Sempre no seu ritmo, não cede por nada nem ninguém...
Há que aprender a viver com ele.

Um beijinho

Tanita disse...

Hoje caíu que nem ginjas!
Obrigada.

AvoGI disse...

vim aqui purgar as minhas magoas
adorei
kis :=)

estrela disse...

Muito bom mesmo, deviamos lembrar desta mensagem todos os dias...
lindo!
bjs