quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Quero ACREDITAR que esta crise tenha solução
Quero ACREDITAR que a Humanidade seja mais justa
Quero ACREDITAR que não terei que me confrontar com estas noticias, seja em que País for
Porque se não ACREDITAR vivo em plena angústia , ansiedade, e…muito triste.





A crise financeira grega causou tamanho desespero em algumas famílias que estas estão abrindo mão de seus bens mais preciosos: seus filhos.
Certa manhã, algumas semanas antes do Natal, uma professora pré-primária em Atenas encontrou um bilhete que dizia respeito a uma de suas alunas de quatro anos de idade.
"Não voltarei para buscar Anna hoje porque não tenho dinheiro para cuidar dela", dizia o bilhete. "Por favor, tome conta dela. Desculpe. " Sua mãe."
Casos como estes estão chocando um país em que laços familiares são bastante valorizados.
O fracasso em cuidar de seus filhos é visto como algo inaceitável socialmente: para os gregos, parecem histórias saídas do Terceiro Mundo, e não se sua própria capital, Atenas.

( texto extraidoda Net )

3 comentários:

Naná disse...

Não imagino mesmo o desespero que seja...
Mas há dias quando li isso pela primeira vez, tomei consciência de que por muito grande que fosse a minha miséria nunca abriria mão do meu filho! Porque pobre ou não, ninguém o iria amar mais que eu ou o pai o amamos!

estrela disse...

meu Deus como é que é possível chegarmos a este ponto, deve ser das coisas mais dolorosas....
bastante triste mesmo....

AvoGI disse...

imagino o desespero desses pais que tiveram de entregar os filhos, ma nao sei se faria isso, preferia emigrar com a familia do que de entregar filhos, e aqui em portugal nao sei o que nos espera
kis .=(