quinta-feira, 17 de maio de 2012


Hoje é  o tradicional dia da espiga que de tradicional ( pelo menos aqui para os sitios onde resido, não existe nada.
 Penso que algumas vendedoras pela cidade ainda se esforçam por vender o raminho de espiga, mas, como a espiga dos Portugueses é outra , passa-lhes um pouco ao lado.
Não vou dizer no meu tempo….porque considero o “meu tempo” este que estou a viver presentemente,.
Mas, quando era era adolescente e vivia numa  simpática vila Alentejana em que tinha como privilégio  além de  ter uma praia fantástica , ter também o meio rural, ou seja, neste período os campos eram cobertos de papoilas , espigas e todas as flores  campestres a dar sinal de uma Primavera florida.
Era neste dia, que por sinal ninguém trabalhava, e já com o farnel feito de véspera ,  que lá íamos em grupo usufruir  deste fantástico dia que começava logo pela manhã até ao entardecer.
Cantávamos… jogávamos …. Íamos apanhar a espiga e por vezes lá se faziam os namoricos….
Já adulta, a residir nos arredores de Lisboa, levei ainda alguns anos com uma colega que residia perto de mim, a levantarmo-nos neste dia um pouco mais cedo , com um objetivo  “APANHAR A ESPIGA” e depois com vários raminhos já feitos , lá íamos radiantes   para o emprego oferecer às colegas, usufruindo um pouco as saudades da tradição das nossa infância.
Hoje, onde nós íamos apanhar os tais ramos de espiga, e que eram grandes áreas de terreno  com um aspeto fantástico de todas as flores Primaveris da época, obviamente que o que existe são urbanizações que nem foram contempladas, com um simples jardinzinho.

4 comentários:

AvoGI disse...

Diz-me: e a espiga é qualquer flor? ou alguma em especial?
kis .=)

Arco Iris disse...

Avogi tentei dar o melhor possível resposta ao teu comentário numa postagem que fiz especialmente para ti.
Bjs

AvoGI disse...

obrigada minha doce PAulinha!
kis .=)

Cila disse...

E já agora para relembrar como o ramo é composto e a sua simbologia:


Espiga – pão;
Malmequer – ouro e prata;
Papoila – amor e vida;
Oliveira – azeite paz e luz;
Videira – vinho e alegria e
Alecrim – saúde e força.

O raminho é composto e guardado de um ano para o outro para que não nos falte nada.

Um beijinho