domingo, 30 de setembro de 2012



QUANDO MORREMOS , DEIXAMOS ATRÁS DE NÓS TUDO O QUE POSSUÍMOS, E LEVAMOS TUDO O QUE SOMOS .


Durou 6 meses , meses de absoluta solidão , não porque não tivesse a assistência que todo o corpo lhe pedia, não que não tivesse a mão ,a amizade e as palavras ternas de  familiares e amigos.
 Só que tudo isso só fazia sentido ( para ir vivendo um dia de cada vez ) se tivesse ao seu lado , o companheiro de muitos anos de vida.
Ele partiu e, para Ela nada mais teve significado, 
O seu dia a dia  passou a ser  a busca de Paz interior e pedir que chegasse a sua hora.
 Felizmente chegou. e digo felizmente,  porque a sua solidão era uma solidão que nos amargurava e doía,  finalmente descansou e com certeza estará junto do meu pai.
.Como mulher e filha tenho imensa pena que a minha mãe não tivesse aproveitado a vida,.
 Aos poucos,  foi-se tornando uma pessoa só e com uma boa dose de amargura, não merecia , porque era um bom ser humano , simplesmente não viveu para ela e para o seu bem estar psicológico.
.Só sei que na vida terrena merecia ter sido mais FELIZ, espero e desejo que esteja onde estiver , esteja em PAZ.
Eu vou amá-la como sempre a amei e que tenho a certeza que ao jeito dela,  também ela me amou.

Eu vou amá-la como sempre a amei e que tenho a certeza que ao jeito dela ela também me amou.

4 comentários:

Maria disse...

Ohhh, um beijinho grande Arco.
Força.

Magia da Inês disse...


Deixo um abraço carinhoso.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil
彡♪♫°¸.•♫°`

Tanita disse...

Lamento imenso.
Tenho a certeza que lhe amou imensamente e que agora está junto o seu pai, feliz e a olhar por vocês.
Um beijo e um xi-coração

Naná disse...

Nunca há palavras que compensem as perdas que sofremos.
Um grande abraço de força!