quarta-feira, 2 de julho de 2014


Sophia de Mello Breyner Andersen foi uma das mais importantes Poetisa do século XX, tendo também escrito muitos livros infantis.
10 anos depois da sua morte , vai ser transladada para o Panteão Nacional, mas suas Obras vão ficar para sempre na literatura Portuguesa.

Porque

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm  medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão
Porque os outros se calam  mas tu não

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos  dão sempre dividendo.
Porque os homens são hábeis  mas tu não

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos
Porque os outros calculam mas tu não



7 comentários:

mmm´s disse...

A obra de Sophia é incontornável e merece um lugar de destaque na cultura literária portuguesa.

Eduardo Maria Nunes disse...

Porque o teu poema é lindo,
tudo o que é belo adoro
eu aqui cheguei sorrindo
voltarei, não me demoro!

Já não sou criança,
mas gosto muito de brincar
Arco-íris,tenho sim esperança
nunca me irás abandonar!

Venho sim agradecer,
a tua carinhosa visita
não te irei esquecer
escrevo para ti esta rima.

Melhor não sei fazer,
com as mãos cheias de carinho
para ti eu venho trazer
um abraço e um beijinho.

Eduardo.

Eduardo Maria Nunes disse...

Com uma flor, para uma flor!
cheguei aqui de muito longe
não te importas, diz por favor
qual é mesmo o teu nome
podes dizer ao teu amor,
que não fique com ciumes
por causa de uma flor...

Eduardo.

estrela disse...

sempre gostei desta escritora!

Eduardo Maria Nunes disse...

Não deixes ficar quem precisa!
sem o calor do teu corpo quente
não tens nome és flor simpatia
com a tua rima fiquei contente.

O teu lindo nome Maria!
na roseira linda rasa em botão
sim é muito lindo eu não sabia
no teu peito junto do coração
se pudesse uma flor coloraria!

Um abraço.

Opinante disse...

Inesquecível!!

Pérola disse...

Uma homenagem muito bem estruturada e de bom gosto.

A Sofia era uma mulher muito especial.

Beijinhos