quarta-feira, 17 de julho de 2013


Havia um pessegueiro na Ilha
Plantado por um vizir de Odemira
Que dizem que por Amor se matou novo
Naquele lugar de Porto Côvo

Quando em 1980 Rui Veloso cantou esta canção , penso  ,ou tenho quase a certeza ,que deu a conhecer  a muitos Portugueses a Aldeia de Porto Côrvo.
Pessoalmente dado que as minhas origens são daquelas redondezas, não era de todo desconhecido, pelo contrário,  era  até o meu refugio de férias e fins  de semana.
Era maravilhoso o contraste entre a cidade e a vida agitada do dia a dia.
 Chegados ali…. Tudo  era  calmo e diferente.
Basicamente existia uma rua, uma ou duas lojas, o mercado com os produtos frescos da região,  a simpatia da gente da Terra que tudo fazia para nos agradar.
 Quando  acordávamos, víamos  vacas e ovelhas nas sua pastagens
Depois, eram os atalhos para as lindíssimas praias (praticamente selvagens) .
Continuo a ir lá, na última vez que lá estive, divaguei no tempo….
Como tudo está diferente, impensável  haver espaço para as vaquinhas, a rua é bastante comercial , as praias sim, continuam com a mesma beleza  natural.
Não diria que está pior, pelo contrário,  está é diferente.

É um bom passeio visitar não só o Porto Côvo, como todas as praias até S.torpez  e admirar a beleza da Costa Alentejana

5 comentários:

Laura disse...

Nunca lá fui, mas adorava!

Maria disse...

Gosto muito do Porto Covo. E quando era pequena ia muito para S. Torpez. Tão bom. Adoro essas praias. :))


bjs

A Tulipa Azul disse...

Nunca lá fui, mas gostava muito.:)

Naná disse...

O que mais gosto em Porto Covo é o Forte, que é lindíssimo!

Su disse...

Ainda não conheço :(